O efeito Halal no Pós-pandemia

CULTURA HALAL VIRA REFERÊNCIA PARA O MUNDO

De repente, o mundo praticamente parou. Após o impacto na economia mundial provocado pela Covid-19, a indústria sentiu e os números caíram drasticamente também aqui no Brasil. As pessoas precisaram se isolar em suas casas. As empresas foram obrigadas a apostar no trabalho remoto. Mas existe uma tendência internacional que continua muito forte: os produtos Halal são uma grande referência de qualidade, higiene e saúde.

Devido aos rigorosos padrões éticos que os produtos Halal devem atender para estarem de acordo com as orientações da lei islâmica, cada vez mais os consumidores conscientes escolhem essa opção – mesmo os que não são mulçumanos. Os produtos alimentícios Halal, por exemplo, jamais provocariam doenças ou pandemias como a que estamos enfrentando agora em 2020.

Os alimentos Halal são definitivamente muito mais seguros. Existe uma grande ênfase dada à higiene e limpeza durante todo o processo de certificação. Ou seja, há uma taxa de incidência bem menor quando se trata de contaminação de alimentos. Essa realidade deve atender a mudança de comportamento do consumidor que, a partir da Covid-19, passa exigir e a escolher ainda mais os alimentos saudáveis.

Acredita-se que a fonte do Coronavírus tenha sido um “mercado úmido” em Wuhan, na China, que vendeu animais vivos e mortos, incluindo peixes e pássaros. Evidentemente, as pessoas não deverão aceitar mais esse tipo de comida sem precedência. Assim, a tendência é que haja um grande aumento na demanda por alimentos Halal no mundo inteiro, a partir desse episódio trágico.

É fundamental destacar que a cultura Halal não permite abater um animal doente. Além disso, o abate islâmico insiste que o sangue seja completamente drenado da carcaça, produzindo carne fresca, mais saudável, livre de bactérias e muito mais saborosa.

GRANDE OPORTUNIDADE COMERCIAL

Com 1,8 bilhão de mulçumanos, cerca de 25% da população mundial, o mercado Halal se transformou numa grande oportunidade comercial para as empresas brasileiras. Já movimenta mais de US$ 5 bilhões no Brasil e aproximadamente de US$ 3 trilhões em volume mundial.

A certificação agrega valor à imagem dos produtos e às organizações certificadas. Além disso, possibilita conquistar outros públicos que valorizam práticas como a utilização equilibrada dos recursos naturais e a preocupação socioambiental, ambos presentes nas organizações que adotam esse conceito.

A Cdial, uma das empresas com a maior credibilidade do mundo no segmento, é a única certificadora Halal na América Latina acredita por dois órgãos do GCC (Concelho de Cooperação do Golfo). Atendendo mais de 150 países, a empresa tem como missão oferecer ao consumidor muçulmano produtos Halal conforme os requisitos religiosos islâmicos, gerando sempre oportunidades de negócios e de valor para as empresas brasileiras.

QUER SABER MAIS? NÓS TE EXPLICAMOS TUDO!
55 (11) 4128-2800.

 

Leia Também:

✔ Centro de Divulgação do Islã para América Latina distribui cestas básicas com frango para mais de 400 famílias em São Paulo (capital e interior), São Bernardo, Salvador, Criciúma e Rondônia na próxima segunda-feira, dia 18 de maio, durante o Ramadã

✔ Mercado global de alimentos embalados deverá atingir US$ 4,89 trilhões até 2027

✔ Cdial Halal renova certificação com o Conselho Religioso Islâmico de Singapura e Brasil abre mais oportunidades para expandir seus negócios

 

 

A CDIAL HALAL é referência Global em Certificação Halal e mantém parcerias estratégicas com Empresas de Alimentos de Classe Mundial. Parte relevante de seus investimentos é direcionada à preparação e Qualificação dos Colaboradores, Gestão da Qualidade, Segurança dos Alimentos, bem estar animal, além da constante ampliação da capacidade produtiva para atender as demandas de mercado.
Post criado 74

2 comentários em “O efeito Halal no Pós-pandemia

  1. me interessei muito pelo conceito halal , já há algum tempo venho pensando na minha conversão ou reversão , conceitualmente não sei qual o termo apropriado, a questão é que ; gostaria de entender um pouco mais no que diz respeito ao abate de cordeiros , pois sou pequeno criador aqui em Vargem Alta , região serrana do Espírito Santo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo
PortugueseEnglishSpanishArabic