exportação-produtos

Por que exportar o seus produtos?

Com mais de 208 milhões de habitantes e dimensões continentais, o Brasil tem um grande mercado e apresenta oportunidades de crescimento em diversos segmentos. Por isso, muitas empresas priorizam a venda de seus produtos apenas no próprio país, obtendo bons resultados. Se esse é o seu caso, talvez você se pergunte: por que exportar?

Mesmo diante desse cenário, cada vez mais empresários têm compreendido a importância das exportações para o desenvolvimento de seus negócios.

Por isso, para ajudar você a entender os motivos pelos quais sua empresa deveria começar a exportar seus produtos para outros países, preparamos este artigo. Confira!

1. Aumento nas vendas

Ao iniciar as exportações, a empresa passa a ter acesso a novos mercados e, consequentemente, um fluxo maior de oportunidades. Com mais pessoas ou empresas conhecendo e se interessando por seus produtos, naturalmente, as vendas aumentam, melhorando a lucratividade do negócio.

Pode levar algum tempo até que o novo público tome conhecimento de seus produtos e passe a comprá-los. Mas, com uma boa estratégia, certamente a demanda por eles aumentará — e você terá uma base de clientes cada vez maior, tornando-se menos dependente de consumidores específicos.

2. Aumento da produtividade

Uma empresa pode manter seus negócios em outros países de forma esporádica, escoando o excedente de sua produção, ou de modo contínuo, estabelecendo uma relação com os seus parceiros — e isso, consequentemente, leva ao aumento da produção. Afinal, se a sua empresa vende mais, significa que, possivelmente, ela deverá produzir mais.

Para isso, é preciso efetuar uma estruturação e otimização dos processos que permita à sua empresa fazer mais com o mínimo de mudanças. Essa melhoria, aliada ao aumento da produção, proporciona uma melhora na produtividade e eficiência de seu negócio.

Com o aumento da produção, há maior capacidade de negociação para a compra de matéria-prima, o que permite que o custo da fabricação diminua, aumentando a margem de lucro.

3. Melhora na qualidade dos produtos

Quando uma empresa começa a exportar para diferentes países, a qualidade de seus produtos sempre tende a aumentar. Isso porque é preciso adaptá-los às exigências dos diferentes mercados (como a certificação Halal, exigida por países islâmicos), o que leva ao seu aperfeiçoamento. 

Ingressar no mercado internacional proporciona a obtenção de tecnologia, pois muitos países têm exigências de normas e procedimentos que, com o tempo, passam a fazer parte de sua produção e tornam-se rotineiros. Isso acaba se estendendo ao mercado interno, que passa a ter acesso a um produto com bom preço e padrões internacionais de qualidade.

4. Diversificação de mercados

Ao internacionalizar sua atuação, a empresa passa a ter mais opções e contar com uma variedade de mercados para escoar sua produção. Isso diminui os riscos relacionados a crises, bem como a dependência do mercado interno. Quanto mais mercados sua empresa atingir, menos dependente ela será.

A diversificação de mercados também permite que um negócio não fique dependente de questões como a sazonalidade dos produtos. Assim, se a sua empresa fabrica produtos que vendem mais no clima quente, por exemplo, será possível produzi-los o ano todo. Afinal, haverá mercados diferentes para vendê-lo, independentemente da estação em que estivermos.

5. Desoneração

Visando estimular a exportação, é comum que órgãos brasileiros responsáveis ofereçam algumas vantagens tributárias para empresas que exportam seus produtos. Assim, quando um produto é enviado a outro país, os principais impostos relacionados a ele são suspensos. Isso torna o produto brasileiro mais competitivo, facilitando a entrada de recursos provindos das transações realizadas internacionalmente.

Essa prática faz parte do princípio de que não se deve exportar tributos. Assim, o governo procura desonerar das exportações os tributos nacionais, possibilitando às empresas a oferta de seus produtos com preços competitivos para o mercado internacional.

6. Vantagem competitiva

Como vimos, a exportação influencia a qualidade dos produtos devido às exigências dos diferentes mercados. No entanto, suas vantagens estendem-se para outros fatores, como a melhoria da imagem da empresa frente ao seu público. Isso porque, quando ela começa a exportar, passa a ser uma referência no mercado.

Todas essas melhorias se traduzem em vantagem competitiva para o negócio, que estará um passo à frente de muitos concorrentes — especialmente aqueles que ainda não exportam.

Agora você já sabe os motivos pelos quais exportar seus produtos pode ser muito vantajoso. Há vários outros benefícios na exportação, que, se feita de forma estratégica, têm impactos surpreendentes nos resultados de qualquer negócio.

Vender seus produtos para novos mercados pode ser a oportunidade que faltava para alavancar o sucesso de sua empresa. Por isso, informe-se sobre os procedimentos e especificações para a venda em diferentes países e aproveite as oportunidades que eles têm a oferecer.E então, o que achou de saber mais sobre as vantagens da exportação? Aproveite a visita em nosso site para conhecer as categorias de produtos que podem obter a certificação necessária para a venda em países islâmicos.

A CDIAL HALAL é referência Global em Certificação Halal e mantém parcerias estratégicas com Empresas de Alimentos de Classe Mundial. Parte relevante de seus investimentos é direcionada à preparação e Qualificação dos Colaboradores, Gestão da Qualidade, Segurança dos Alimentos, bem estar animal, além da constante ampliação da capacidade produtiva para atender as demandas de mercado.
Post criado 76

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo
PortugueseEnglishSpanishArabic